Pe. Joaquim Ximenes celebra 90 anos

05_20150927_0075
Rodeado de amigos e familiares, Padre Joaquim Ximenes Coutinho celebrou 90 anos de vida no dia 27 de setembro. A comemoração aconteceu na casa São José do Padre Idoso, em Santos, com a Missa em Ação de Graças pelo aniversário e um almoço com os convidados. A missa foi presidida por padre Samuel Carvalho,OCS.
Padre Ximenes nasceu em Piracuruca, no estado do Piauí, em 1925. Dos cinco filhos homens da família, ele é o terceiro. Além dele, outro irmão seguiu a vocação sacerdotal e os outros três se formaram engenheiros agrônomos.
“Minha mãe estava sempre na Igreja, ela era do Apostolado da Oração e fazia a ornamentação do altar. Ela me levava para a Igreja junto com ela, fato que teve influência na minha vocação”, recorda o padre. Aos 12 anos de idade, tornou-se coroinha e o contato com o pároco também foi importante na hora de discernir a vocação. Aos 17 anos, iniciou a formação no Seminário de Teresina e foi ordenado sacerdote em 8 de dezembro de 1953. Após cinco anos trabalhando como auxiliar na Matriz, Padre Ximenes se mudou para Ribeirão Preto (SP) onde conheceu Dom Davi Picão. Quando Dom Davi se tornou Bispo da Diocese de Santos, chamou padre Ximenes para trabalhar aqui, onde ele está desde 1964.
Um dos trabalhos mais marcantes na Diocese que Padre Ximenes recorda foi o de ter composto a melodia para o Hino da Padroeira de Santos, Nossa Senhora do Monte Serrat (a letra é de Mons. Primo Vieira), além das inúmeras semanas de formação litúrgico-musical na Diocese e em todo o Brasil. Os cargos exercidos por ele na Diocese foram: Chanceler do Bispado, Administrador da Cúria, Pró-Vigário Geral, Regente do Coral e Orquestra de Iguape, Coordenador da Livraria Pastoral Sacra e Liturgia, Coordenador da Comissão de Catequese e Conselheiro Espiritual de duas Equipes de Nossa Senhora.
Padre Ximenes foi pároco nas seguintes paróquias: Pariquera-Açu, Eldorado Paulista, Sete Barras (então parte da Diocese) e Mongaguá; N. S. Aparecida (Santos); S. Francisco de Assis (Cubatão); N. S. do Rosário (Santos); Sagrado Coração de Jesus, S. Jorge Mártir e N. S. das Dores.
Desde 2005, padre Ximenes reitirou-se das atividades pastorais e vive na Casa São José do Padre Idoso.