NOTA DE SOLIDARIEDADE – SOBRE OS TRABALHADORES DA USIMINAS-CUBATÃO

NOTA DE SOLIDARIEDADE
“As alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens de hoje, sobretudo dos pobres e de todos os que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo” (Vaticano II – Gaudium et Spes, n.1).
É com este sentimento que queremos manifestar nossa solidariedade com todos os que vivem o drama da ameaça de desemprego na Usiminas (antiga Cosipa).
A Usiminas não é apenas mais uma siderúrgica, mas faz parte da história da Baixada Santista desde 18/12/1963. Dela, tantas famílias obtêm o sustento de seus lares. Preocupa-nos o momento de indecisão e angústia que bate à porta de milhares de trabalhadores e trabalhadoras. As consequências da demissão em massa e do encerramento das atividades produtivas da Usiminas serão dramáticas não somente para esses trabalhadores e para suas famílias, mas também para nossas cidades da Baixada Santista, pelo dano social que isto representa.
Entendemos o momento de crise que enfrenta o nosso país e, particularmente, o setor siderúrgico nacional, mas apelamos para que se encontrem soluções que preservem os trabalhadores. “Causar uma perda de postos de trabalho significa causar um grande dano social”, alerta o Papa Francisco.
Convidamos todas as partes envolvidas a uma ampla reflexão, para buscar outras soluções para esta situação tão difícil. Desejamos que o diálogo aberto e franco, com o envolvimento e participação também das várias instâncias do governo e da sociedade, na qual também nos incluímos com a oferta de nossa ajuda, possa possibilitar novas alternativas para a superação dessa crise.
Pedimos à Virgem do Rosário, Padroeira de nossa Diocese, que interceda por nós, neste momento difícil, e que Ela apresente nossas angústias ao seu Filho Jesus e nos ilumine na busca de soluções possíveis, para que todos os trabalhadores da Baixada Santista possam, continuar tendo “vida em abundância” (Jo 10,10).
Diocese de Santos
Igreja Católica Apostólica Romana
D. Tarcísio Scaramussa,SDB, Bispo Diocesano de Santos.
Santos, 11 de novembro de 2015

Bispo Diocesano: Dom Tarcísio Scaramussa, SDB

CÚRIA DIOCESANA DE SANTOS

Horário de atendimento:
2ª a 6ª feira das 8h30 às 12h e das 14h às 18h

Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 254
CEP – 11015-200 – Santos – SP 

Telefone: (13) 3228-8888

Arquivo Diocesano – Certidões e Documentos / Vigário Geral / Vigário Episcopal para a Ação Social da Evangelização / Chanceler do Bispado / Ecônomo / Vigário Judicial / Coordenador Diocesano de Pastoral

CENTRO DIOCESANO DE PASTORAL PE. LÚCIO FLORO

Horário de atendimento:
2ª a 6ª feira das 8h30 às 12h e das 14h às 18h

Telefone: (13) 3228-8882

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA DIOCESE DE SANTOS

Horário de atendimento:
2ª a 6ª feira das 8h30 às 12h e das 14h às 18h

Telefone: (13) 3228-8881

Diocese de Santos
Bertioga / Cubatão / Guarujá / Itanhaém / Mongaguá / Peruibe / Praia Grande / Santos / São Vicente

www.diocesedesantos.com.br