2º BISPO – Dom Paulo de Tarso Campos


Dom Paulo de Tarso Campos

Data de Nascimento: 24 de 08 1895
Ordenação: 15 de 08 1920
Ordenação Episcopal: 14 de 07 1935
Data de Falecimento: 02 de 03 1970
Nasceu em: Jaú SP
País: Brasil

Filho de José Vicente de Campos e de Ana Guilhermina Mendonça de Campos, Dom Paulo de Tarso Campos nasceu em Jaú/SP, em 24 de agosto de 1895. Seus primeiros estudos foram realizados no Grupo Escolar Pádua Sales, de Jaú, e na Escola Modelo Caetano de Campos, em São Paulo.
Realizou seus estudos eclesiásticos no Seminário Menor de Pirapora e no Seminário Provincial de São Paulo, onde completou os estudos de Filosofia e Teologia. No dia 15 de agosto de 1920 foi ordenado sacerdote, na Igreja da Consolação, em São Paulo, por Dom José Marcondes Homem de Mello. De 1923 a 1928 exerceu o magistério no Seminário Provincial de São Paulo, seguindo depois para Lovainam na Bélgica, onde especializou-se em Ciências Sociais.
Foi eleito bispo de Santos em 1º de junho de 1935.
Em Santos, funda, em 1939, a obra de assistência social ALA – Assistência ao Litoral de Anchieta, destinada ao atendimento social das populações litorâneas, pela alfabetização, educação cívica, física, profilaxia das moléstias endêmicas e por meio de combate à mortalidade infantil e ao alcoolismo.
Fez-se ajudar nesse empreendimento pela Federação das Filhas de Maria, tendo se destacado, entre outras a Professora Alayde de Oliveira Ratto, e as Cônegas de Santo Agostinho, do Colégio Stella Maris, que deram continuidade a essa obra após sua transferência para Campinas-SP, em dezembro de 1941.
Devotou-se ainda, em Santos, à continuidade da construção da Catedral de N. S. do Rosário. Em preparação ao grande Congresso Eucarístico Nacional de S. Paulo, Dom Paulo de Tarso preparou o memorável Congresso Eucarístico Diocesano de 20 a 27 de Julho de 1941, verdadeiro evento religioso que tocou o coração e a vida de todos os diocesanos, além de ter sido um marcante espetáculo de fé pública na Eucaristia.
Dom Paulo assume a Diocese de Campinas-SP, após a morte de Dom Barreto, em 17 de dezembro de 1941.

CRONOLOGIA
15/ago/20 – Recebeu a ordenação sacerdotal pelas mãos de Dom José Marcondes Homem de Mello na Igreja da Consolação/São Paulo;
ago/20 a 1923 – Tornou-se vice-comissário da Venerável Ordem Terceira do Carmo, cooperando com Monsenhor Manfredo Leite, e Coadjutor da Paróquia de Bragança-SP, do então Vigário, Padre José Carlos Aguirre, depois Bispo de Sorocaba-SP;
1923 a 1928 – Exerce o Magistério no Seminário Provincial de São Paulo-SP;
1928 a 1931 – Cursa a especialização em Ciências Sociais na Universdade de Lovainam/Bélgica;
1931 a fev/32 – Retorna ao Magistério no Seminário Provincial de São Paulo;
01/mar/32 a 30/mai/35 – Pároco da Paróquia Santa Cecília/São Paulo;
01/jun/35 – Nomeado Bispo de Santos pelo Papa Pio XI;
14/jul/35 – Recebe a ordenação episcopal pelas mãos de Dom Duarte Leopoldo e Silva, na Paróquia Santa Cecília/São Paulo;
1939 – Funda a obra ALA – Assistência ao Litoral de Anchieta;
20/jul/1941 a 27/jul/1941 – Realiza o Congresso Eucarístico Diocesano;
17/dez/41 – Nomeado bispo da Diocese de Campinas-SP, após a morte de Dom Barreto;
01/03/1942 – Toma posse como bispo na Diocese de Campinas;
16/nov/58 – Nomeado Arcebispo Metropolitano de Campinas quando recebeu o pálio das mãos do núncio apostólico Dom Armando Lombardi;
27/set/68 – Papa Paulo VI aceitou o pedido de renúncia de Dom Paulo por motivos de saúde.