NOTA DE FALECIMENTO – PE JOAQUIM XIMENES COUTINHO

nota de falecimento
A Cúria Diocesana de Santos comunica, com grande pesar, o falecimento de Pe. Joaquim Ximenes Coutinho, neste dia 18 de novembro de 2015, no Hospital Santa Clara – Beneficência Portuguesa de Santos/SP, onde encontrava-se internado desde o dia 23 de outubro, para tratamento de problemas respiratórios. Padre Ximenes completou 90 anos no dia 27 de setembro, e desde 2005 estava residindo na Casa São José, após retirar-se de suas atividades pastorais na Paróquia Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores, em Santos.

O Velório está sendo realizado na Igreja Senhor dos Passos e a Missa de Exéquias será celebrada na mesma Igreja, no dia 19 de novembro (Quinta-feira), às 10 horas, e o sepultamento às 11h30, no Cemitério Memorial de Santos.

Unimo-nos em oração por toda a sua família e pedimos a Deus que o receba em sua misericórdia, na confiança de que Nossa Senhora (a quem escreveu a melodia do Hino de N. Sra. do Monte Serrat, Padroeira de Santos) o acompanhe nessa sua nova jornada na Casa do Pai.
Com a bênção de Deus,
Pe. Vagner Argolo – Chanceler do Bispado
D. Tarcísio Scaramussa,SDB, Bispo Diocesano de Santos
(Santos, 18 de novembro de 2015).

Endereço: Igreja Senhor dos Passos – Rua João Pinho, nº 15, Gonzaga, Santos.

CRONOLOGIA – Filho de uma família católica, Padre Joaquim Ximenes nasceu no dia 27 de setembro de 1925, em Piracuruca/PI. De origem humilde, Padre Joaquim era vendedor de frutas e depois, trabalhando no Telégrafo Nacional pela manhã, na Farmácia à tarde, e estudando à noite, “eu queria ser apenas padre, médico e Engenheiro construtor”. dizia.
Ainda jovem, trabalhava como coroinha em sua paróquia de origem. Em fevereiro de 1943, ingressou no Seminário Diocesano de Teresina/PI. Sua ordenação sacerdotal foi em 08 de dezembro de 1953. Na década de 60, a pedido de Dom David Picão, inicia suas atividades na Diocese de Santos.
Na Diocese, desenvolveu seu trabalho pastoral em diversas paróquias e também em cargos como: Chanceler do Bispado, Administrador da Cúria, Pró-Vigário Geral, Regente do Coral e Orquestra de Iguape, Coordenador da Livraria Pastoral Sacra e Liturgia, Coordenador da Comissão de Catequese e Conselheiro Espiritual de duas Equipes de Nossa Senhora. Uma de suas grandes realizações pastorais na Diocese de Santos (e pelo Brasil afora) foi a criação dos encontros de Liturgia e Canto Pastoral (iniciado nos anos 60), juntamente com Pe. Pe. Lúcio Floro, Juan Manuel Serrano e Ir. Miria Kolling, encontros que perduram até os dias de hoje. É também o autor da melodia do Hino de N. Sra. do Monte Serrat, juntamente com Monsenhor Primo Vieira, autor da letra.
CRONOLOGIA
02/fev/43 – Ingressou no Seminário Diocesano de Teresina/PI, onde cursou Filosofia;
1947 a 1952 – Cursou Teologia no Seminário Diocesano de São Luiz/MA e concluiu os estudos no Seminário Diocesano de Fortaleza/CE;
1955 – No Seminário Diocesano de Fortaleza/CE, publicou com outros seminaristas a coleção ‘Aleluia’, com 11 cânticos;
08/dez/53 – Recebeu a Ordenação Sacerdotal em Piracuruca/PI;
1953 a 1955 – Tornou-se Vigário Cooperador na Matriz de Piracuruca/PI;
1955 a 1969 – Durante esse período, atua em paróquias de Cajuru/SP, Cássia dos Coqueiros/SP, e constrói três igrejas em Ribeirão Preto/SP, chegando a atuar como vigário cooperador na Catedral de Ribeirão Preto/SP. Transfere-se para a Diocese de Santos e atua nas paróquias de Pariquera Açu, Eldorado Paulista, Sete Barras (então parte da Diocese) e Mongaguá;
22/nov/69 a 1991 – Torna-se assessor eclesiástico da Comissão Diocesana de Liturgia e Música Sacra; Inicia os encontros de Liturgia e Canto Pastoral na Diocese e por todo o Brasil.
abr/70 a abr/71 – Torna-se pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida/Santos;
abr/71 a 1972 – Torna-se pároco da Paróquia São Francisco de Assis/Cubatão;
1972 a 1980 – Torna-se administrador responsável pela Igreja Nossa Senhora do Rosário/Santos, pela Capelania do Colégio São José/Santos e pela Cúria Diocesana de Santos;
jan/80 a ago/81 – Torna-se Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus/Santos;
set/81 a jun/87 – Torna-se Capelão do Colégio São José/Santos;
jun/88 a 22/out/94 – Torna-se Pároco da Paróquia São Jorge Mártir e Nossa Senhora das Dores;
23/out/94 a 16/dez/04 – Torna-se Pároco da Paróquia Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores;
06/fev/05 – Transferiu-se para a Casa São José do Padre Idoso.